Desde que cheguei em Liverpool, tenho topado muito com essa frase aí do título. “You’ll never walk alone”, o lema do Liverpool Football Club, está espalhado pela cidade inteira. No começo, achava que isso acontecia porque o pessoal de Liverpool é realmente apaixonado por futebol – dá-lhe conversas com taxistas e vendedores sobre o grande Ronaldo. Mas depois de um tempo, a vida passando, comecei a sacar a verdade por trás dessa frase.

A verdade é que esse é o espírito de Liverpool. Essas quatro palavras estão espalhadas por aí como se fossem post-its para lembrar e informar que, em Liverpool, o abandono é opcional. Que por trás do sotaque curioso, dos trejeitos e das reações mais engraçadas do mundo (que merecem um post próprio), existe um povo muito acolhedor, caloroso e espetacularmente sensível. Talvez Eleanor Rigby estivesse procurando no lugar errado, afinal.

(E quando a saudade aperta a ponto de não caber mais dentro dos limites do sotaque, a surpresa boa é ver que nada mudou nas amizades do outro lado. Na minha cabeça, minha família incrível e meus amigos brasileiros andam o tempo inteiro ao meu lado. Mal sabem vocês. =))

Há dois meses e meio eu moro sozinha em Liverpool.

But I’ll never walk alone.

(A foto do post é da minha querida amiga Thais, uma das pessoas que está por perto mesmo estando assim lonjão de mim. =) E foi tirada num pub no Brasil! Ironias, né?)

Anúncios